Twitter Facebook YouTube Instagram Conexão Sindical

CUT NACIONAL > PRESIDÊNCIA 2009/2012

Presidência 2009/2012

O presidente reeleito para o triênio 2009-2012, Artur Henrique da Silva Santos, 44 anos, é técnico eletrotécnico e sociólogo, formado pela PUC Campinas, pai de duas filhas. Nascido na capital paulista, iniciou sua atividade sindical em 1983, quando foi eleito conselheiro representante dos trabalhadores da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). No ano seguinte, participou da campanha para a eleição de uma chapa cutista de oposição à direção do Sindicato dos Eletricitários de Campinas. A vitória da chapa cutista ocorreria em 1987, quando Artur Henrique assume o cargo de diretor executivo da entidade.

Desde o início da nova gestão, o Sindicato orientou suas ações a partir de critérios cutistas. Em 1991, o Sindicato dos Eletricitários de Campinas foi o primeiro do Brasil a abolir a cobrança do imposto sindical. Ao contrário do que alegam alguns críticos, o fim da cobrança resultou em crescimento no número de filiados, aproximadamente 30%, e o Sindicato ampliou sua base para todo o Estado de São Paulo. Artur Henrique também participou da unificação da data-base de todas as empresas do setor em São Paulo, o que garantiu melhores condições de negociação para os trabalhadores. Em 1994, em consonância com outra diretriz da CUT que hoje faz parte do anteprojeto de Reforma Sindical, o Sindicato dos Eletricitários uniu-se ao Sindicato dos Gasistas, que também compõe o setor energético, dando origem ao Sinergia-SP/CUT. As categorias, dessa forma, anteciparam a organização dos trabalhadores por ramo de atividade.

À frente do Sinergia-SP/CUT, onde chegou a ocupar a presidência, Artur Henrique foi protagonista da batalha contra as privatizações, entre 1994 e 1995. Um ano antes de as vendas serem efetuadas, o Sinergia liderou negociações que garantiram estabilidade de três anos no emprego para toda a categoria, o que impediu as demissões em massa dadas como inevitáveis. Diante do acordo conquistado, as empresas privadas que depois assumiram as estatais contiveram as dispensas. Mas, nos casos em que decidiram demitir, foram obrigadas a pagar o equivalente a três anos de salário e outras vantagens negociadas em PDVs, além dos demais direitos. O Sinergia também garantiu a participação de representantes dos trabalhadores nos conselhos de administração das empresas privatizadas.

Artur Henrique foi eleito secretário de Formação da CUT São Paulo em 1999. Desde então, acompanhou as relações da Central com os meios acadêmicos, com o objetivo de trocar experiência e conhecimento entre as entidades. Este trabalho foi mantido em sua gestão como secretário de Organização da CUT Nacional e resultou em diversos seminários e elaboração de propostas de ação.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe
  • Orkut
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

Copyright © CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócios | 24.062.754 - Representados
Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310